Todos os horários
A&EXTRAS

Procurado há 15 anos, chefão da máfia italiana é preso em apto. de luxo; local tinha até passagem secreta

A polícia italiana capturou um dos chefões da máfia que estava há 15 anos na lista dos mais perigosos do país. 

Antonio Orlando, de 60 anos, é suspeito de comandar o Camorra, um dos maiores e mais sanguinários grupos de crime organizado da Europa. 

Durante o tempo em que esteve foragido, Orlando continuava dando ordens a partir do seu esconderijo, que ficava na cidade de Nápoles.

 “Agora a vida boa acabou pra ele”, disse o ministro do Interior, Matteo Salvini.

Salvini se refere também luxo do apartamento onde o mafioso se refugiava. Situado no bairro nobre de Mugnano, o imóvel era amplo e equipado até com academia de ginástica e sauna. 

O local contava um cômodo secreto, para que Orlando pudesse se esconder em caso de invasão.

Na revista, os policiais descobriram que o mafioso planejava se mudar para outro local, encontraram documentos falsos e cerca de 6 mil euros em dinheiro.

Orlando será indiciado por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, extorsão e assassinato.

Os policiais só conseguiram localizá-lo porque contou com o apoio de um ex-capanga que resolveu abrir o bico. 


Ele tem um passado de crimes que quer esquecer, mas a máfia não vai deixar. Não perca TORO -  segunda, dia 17/12, às 22h30 no A&E Movies. 


Fonte: The Guardian