Todos os horários
A&EXTRAS

Dinheiro arrecadado para tratamento de bebê com condição rara era usado em carros de luxo e viagens

A condição do pequeno Jonas, de apenas 1 ano e 8 meses, mexeu com o coração de milhares de brasileiros.

Ele sofre de uma doença degenerativa rara, conhecida como atrofia muscular espinhal (AME).

A campanha para ajudar no tratamento, que é caro, conseguiu arrecadar cerca de R$ 4 milhões. 

Mas, ao que parece, os pais do menino estavam usando o dinheiro também para viver no luxo. No começo do mês, a Polícia Civil apreendeu diversos bens e objetos na casa da família, em Joinville (SC) – entre eles um carro avaliado em R$ 140 mil, celulares, relógios e um par de alianças no valor de R$ 7 mil. 

Além disso, depois de mudar para uma casa maior, os pais passaram o réveillon em Fernando de Noronha, um dos destinos mais concorridos (e caros) nessa época do ano.

Desconfiadas, pessoas que doaram dinheiro para a campanha fizeram a denúncia no Ministério Público de Santa Catarina. O casal também havia descumprido o acordo de prestar contas mensalmente dos recursos arrecadados e das despesas. 

A Justiça bloqueou os valores obtidos. O casal entrou com recurso para ter liberdade de administrar o dinheiro, mas teve o pedido negado. 

A Justiça, no entanto, garantiu os valores necessários para manter o tratamento da criança. 

A página da campanha AME Jonatas no Facebook foi deletada. 


Toda sexta, a partir das 20h10, tem dobradinha de NCIS: LOS ANGELES. Não perca!


Fonte: G1 | Imagens: Reprodução/NSC TV