Todos os horários
A&EXTRAS

A espetacular fuga de El Chapo e sua amante, completamente nus, pelas redes de esgoto do México

Na madrugada do dia 17 de fevereiro de 2014, os agentes do DEA (departamento de combate às drogas dos EUA) bateram forte na porta do apartamento onde dormiam Joaquín “El Chapo” Guzmán, líder do cartel de Sinaloa, e sua amante, Lucero Sanchez. 

Sem ter tempo de pôr as roupas, El Chapo precisava fugir antes que os agentes conseguissem derrubar a pesada porta de aço reforçado do seu quarto. 

Num salto, o chefão correu até o banheiro e acionou um mecanismo hidráulico que suspendeu rapidamente a banheira: era uma passagem secreta! Lucero estava incrédula. Nus, os dois se enfiaram túnel adentro junto com um capanga e uma empregada. Assim que a banheira se fechou atrás deles, a escuridão se tornou completa.  

“Era um lugar úmido e cheio de lama”, relembra Lucero, em depoimento prestado durante o julgamento do seu ex-amante, em Nova York. 

O túnel levava à rede de esgotos da cidade de Culiacán, no estado de Sinaloa. Nu, El Chapo guiava a amante e os assistente pelos corredores fedidos. Os quatro acabaram saindo em um canal de drenagem, onde capangas do tráfico os esperavam. 

Poucos dias depois dessa escapada espetacular, El Chapo acabou sendo preso pelos agentes do DEA. 

Lucero foi capturada um tempo depois, em 2016. Ela se declarou culpada  do crime de conspiração envolvendo drogas e pode pegar de 10 anos a prisão perpétua. 

O depoimento de Lucero foi um dos mais bombásticos já registrados e pode comprometer pra valer a situação de El Chapo. O testemunho foi uma tentativa de amenizar a pena. A esposa do líder do cartel de Sinaloa, Emma Coronel, ouviu toda a história sem esboçar qualquer reação.


Perdeu a temporada mais recente de BULL? Aproveite para rever! Toda quinta às 21h


Fonte: Vice | Imagens: DEA/Divulgação