Todos os horários
TERRORISMO

Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal




array(80) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } ["field_imagen"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } ["field_tags"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } ["field_region"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } ["field_super_tags"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> *RECURSION* ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(177) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) ["elements"]=> array(23) { ["#pre_render"]=> array(1) { [0]=> string(30) "_field_extra_fields_pre_render" } ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#theme"]=> string(4) "node" ["#node"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#language"]=> string(5) "pt-br" ["#post_render"]=> array(1) { [0]=> string(31) "custom_scripts_node_post_render" } ["#weight"]=> int(0) ["print_links"]=> array(4) { ["#prefix"]=> string(25) "" ["#markup"]=> string(0) "" ["#suffix"]=> string(7) "" ["#weight"]=> int(-101) } ["links"]=> array(4) { ["#theme"]=> string(11) "links__node" ["#pre_render"]=> array(1) { [0]=> string(23) "drupal_pre_render_links" } ["#attributes"]=> array(1) { ["class"]=> array(2) { [0]=> string(5) "links" [1]=> string(6) "inline" } } ["node"]=> array(3) { ["#theme"]=> string(17) "links__node__node" ["#links"]=> array(0) { } ["#attributes"]=> array(1) { ["class"]=> array(2) { [0]=> string(5) "links" [1]=> string(6) "inline" } } } } ["body"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "0" ["#title"]=> string(4) "Body" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(6) "hidden" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(4) "body" ["#field_type"]=> string(17) "text_with_summary" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } ["#formatter"]=> string(12) "text_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" } } ["episode_listing"]=> array(3) { ["#theme"]=> string(29) "epg_processor_episode_listing" ["#node_id"]=> string(6) "157995" ["#view_mode"]=> string(4) "full" } ["language"]=> array(5) { ["#type"]=> string(4) "item" ["#title"]=> string(6) "Idioma" ["#markup"]=> string(18) "Português, Brasil" ["#weight"]=> string(1) "0" ["#access"]=> bool(true) } ["field_imagen"]=> array(17) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "1" ["#title"]=> string(6) "Imagen" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(12) "field_imagen" ["#field_type"]=> string(5) "image" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } ["#formatter"]=> string(5) "image" [0]=> array(4) { ["#theme"]=> string(15) "image_formatter" ["#item"]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["#image_style"]=> string(0) "" ["#path"]=> string(0) "" } ["#description"]=> string(170) "Esta imagen sera mostrada al seleccionar y expandir una noticia en la home page. Por favor guardar con mismo nombre que Imagen Preview agregandole -big. (ejemplo-big.jpg)" } ["field_tags"]=> array(18) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "2" ["#title"]=> string(4) "Tags" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(10) "field_tags" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(10) "TERRORISMO" ["#href"]=> string(18) "taxonomy/term/3106" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } [1]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["#href"]=> string(19) "taxonomy/term/87461" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } [2]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["#href"]=> string(19) "taxonomy/term/85666" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "3" ["#title"]=> string(9) "Highlight" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(24) "field_highlight_noticias" ["#field_type"]=> string(9) "list_text" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } ["#formatter"]=> string(12) "list_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(7) "Ninguno" } } ["field_region"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "4" ["#title"]=> string(6) "Region" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(12) "field_region" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["#href"]=> string(17) "taxonomy/term/894" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } ["field_caption"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "6" ["#title"]=> string(7) "Caption" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(13) "field_caption" ["#field_type"]=> string(4) "text" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } ["#formatter"]=> string(12) "text_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(12) "A&Extras" } } ["field_fbia_enabled"]=> array(17) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "7" ["#title"]=> string(12) "fbia enabled" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(18) "field_fbia_enabled" ["#field_type"]=> string(12) "list_boolean" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } ["#formatter"]=> string(12) "list_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(0) "" } ["#description"]=> string(58) "Activar para incluir noticia como Facebook Instant Article" } ["field_super_tags"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "8" ["#title"]=> string(10) "super_tags" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(16) "field_super_tags" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(5) "CRIME" ["#href"]=> string(20) "taxonomy/term/881789" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } ["#sorted"]=> bool(true) ["#children"]=> string(0) "" } ["theme_hook_original"]=> string(4) "node" ["theme_hook_suggestions"]=> array(2) { [0]=> string(14) "node__noticias" [1]=> string(12) "node__157995" } ["zebra"]=> string(3) "odd" ["id"]=> int(1) ["directory"]=> string(28) "sites/all/themes/new_canalae" ["classes_array"]=> array(3) { [0]=> string(4) "node" [1]=> string(13) "node-noticias" [2]=> string(13) "node-promoted" } ["attributes_array"]=> array(2) { ["about"]=> string(71) "/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["typeof"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } } ["title_attributes_array"]=> array(0) { } ["content_attributes_array"]=> array(0) { } ["title_prefix"]=> array(0) { } ["title_suffix"]=> array(1) { ["rdf_meta_title"]=> array(2) { ["#theme"]=> string(12) "rdf_metadata" ["#metadata"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["property"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } ["content"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } } } } ["user"]=> object(stdClass)#14 (4) { ["uid"]=> int(0) ["hostname"]=> string(13) "172.31.21.237" ["roles"]=> array(1) { [1]=> string(14) "anonymous user" } ["cache"]=> int(0) } ["db_is_active"]=> bool(true) ["is_admin"]=> bool(false) ["logged_in"]=> bool(false) ["is_front"]=> bool(false) ["view_mode"]=> string(4) "full" ["teaser"]=> bool(false) ["node"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["date"]=> string(126) "seg, 11/13/2017 - 18:22" ["node_url"]=> string(71) "/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["page"]=> bool(true) ["content"]=> array(12) { ["print_links"]=> array(4) { ["#prefix"]=> string(25) "" ["#markup"]=> string(0) "" ["#suffix"]=> string(7) "" ["#weight"]=> int(-101) } ["links"]=> array(4) { ["#theme"]=> string(11) "links__node" ["#pre_render"]=> array(1) { [0]=> string(23) "drupal_pre_render_links" } ["#attributes"]=> array(1) { ["class"]=> array(2) { [0]=> string(5) "links" [1]=> string(6) "inline" } } ["node"]=> array(3) { ["#theme"]=> string(17) "links__node__node" ["#links"]=> array(0) { } ["#attributes"]=> array(1) { ["class"]=> array(2) { [0]=> string(5) "links" [1]=> string(6) "inline" } } } } ["body"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "0" ["#title"]=> string(4) "Body" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(6) "hidden" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(4) "body" ["#field_type"]=> string(17) "text_with_summary" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } ["#formatter"]=> string(12) "text_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" } } ["episode_listing"]=> array(3) { ["#theme"]=> string(29) "epg_processor_episode_listing" ["#node_id"]=> string(6) "157995" ["#view_mode"]=> string(4) "full" } ["language"]=> array(5) { ["#type"]=> string(4) "item" ["#title"]=> string(6) "Idioma" ["#markup"]=> string(18) "Português, Brasil" ["#weight"]=> string(1) "0" ["#access"]=> bool(true) } ["field_imagen"]=> array(17) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "1" ["#title"]=> string(6) "Imagen" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(12) "field_imagen" ["#field_type"]=> string(5) "image" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } ["#formatter"]=> string(5) "image" [0]=> array(4) { ["#theme"]=> string(15) "image_formatter" ["#item"]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["#image_style"]=> string(0) "" ["#path"]=> string(0) "" } ["#description"]=> string(170) "Esta imagen sera mostrada al seleccionar y expandir una noticia en la home page. Por favor guardar con mismo nombre que Imagen Preview agregandole -big. (ejemplo-big.jpg)" } ["field_tags"]=> array(18) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "2" ["#title"]=> string(4) "Tags" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(10) "field_tags" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(10) "TERRORISMO" ["#href"]=> string(18) "taxonomy/term/3106" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } [1]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["#href"]=> string(19) "taxonomy/term/87461" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } [2]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["#href"]=> string(19) "taxonomy/term/85666" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "3" ["#title"]=> string(9) "Highlight" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(24) "field_highlight_noticias" ["#field_type"]=> string(9) "list_text" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } ["#formatter"]=> string(12) "list_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(7) "Ninguno" } } ["field_region"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "4" ["#title"]=> string(6) "Region" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(12) "field_region" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["#href"]=> string(17) "taxonomy/term/894" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } ["field_caption"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "6" ["#title"]=> string(7) "Caption" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(13) "field_caption" ["#field_type"]=> string(4) "text" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } ["#formatter"]=> string(12) "text_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(12) "A&Extras" } } ["field_fbia_enabled"]=> array(17) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "7" ["#title"]=> string(12) "fbia enabled" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(18) "field_fbia_enabled" ["#field_type"]=> string(12) "list_boolean" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } ["#formatter"]=> string(12) "list_default" [0]=> array(1) { ["#markup"]=> string(0) "" } ["#description"]=> string(58) "Activar para incluir noticia como Facebook Instant Article" } ["field_super_tags"]=> array(16) { ["#theme"]=> string(5) "field" ["#weight"]=> string(1) "8" ["#title"]=> string(10) "super_tags" ["#access"]=> bool(true) ["#label_display"]=> string(5) "above" ["#view_mode"]=> string(4) "full" ["#language"]=> string(3) "und" ["#field_name"]=> string(16) "field_super_tags" ["#field_type"]=> string(23) "taxonomy_term_reference" ["#field_translatable"]=> string(1) "0" ["#entity_type"]=> string(4) "node" ["#bundle"]=> string(8) "noticias" ["#object"]=> object(stdClass)#235 (42) { ["vid"]=> string(6) "156140" ["uid"]=> string(5) "80984" ["title"]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" ["log"]=> string(0) "" ["status"]=> string(1) "1" ["comment"]=> string(1) "0" ["promote"]=> string(1) "1" ["sticky"]=> string(1) "0" ["vuuid"]=> string(36) "98a56d2d-c170-47a4-b58f-5f6db56c85d4" ["nid"]=> string(6) "157995" ["type"]=> string(8) "noticias" ["language"]=> string(5) "pt-br" ["created"]=> string(10) "1510604566" ["changed"]=> string(10) "1510605741" ["tnid"]=> string(1) "0" ["translate"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "995baac5-ae1e-47ed-b35d-f6349b8ebe9b" ["revision_timestamp"]=> string(10) "1510605741" ["revision_uid"]=> string(5) "84625" ["body"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(5) { ["value"]=> string(5568) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.


Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  


A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  


A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 


McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 


A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 


O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 


Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  


Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 


Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 


Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.


Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.


Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.


Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 


Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 


Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 


O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 


O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["summary"]=> string(0) "" ["format"]=> string(9) "full_html" ["safe_value"]=> string(5410) "

Não perca DESAPARECIDOS. TODA QUARTA, às 23h15.

 

Ele planejava viajar pela Europa e pela África por seis meses antes de voltar à sua terra natal, mas seus planos foram interrompidos pela ação de um dos grupos terroristas mais temidos do mundo.

Em outubro 2011, Stephen McGown deixou sua esposa e seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a bordo de uma moto. A ideia era viajar pelo belo interior da França e da Espanha até chegar a Gibraltar, onde atravessaria para o Marrocos até chegar ao destino final, Burkina-Fasso. 

Stephen McGown

Seria uma espécie de “aventura da vida” antes de retornar de vez com a esposa para Joanesburgo, na África do Sul, onde queria montar um negócio e, futuramente, ter filhos.  

A aventura estava dentro dos conformes até a etapa final. Depois do Marrocos, McGown deveria seguir o plano original e se dirigir para o Burkina-Fasso, mas de última hora resolveu mudar o trajeto e conhecer melhor o Mali, país cravado em meio ao deserto saariano.  

A decisão não foi feliz. Dias depois de chegar à capital, Tombuctu, foi raptado por um grupo de jihadistas do Al Qaeda enquanto descansava em um hotel local. 

McGown foi levado junto com outros reféns no porta-malas de um carro até o meio de deserto, numa viagem que durou mais de 15 horas. 

A rotina no cativeiro era repetitiva: acordava antes do sol raiar, fazia uma oração junto com os jihadistas e tomava um café da manhã bem simples, composto basicamente de pão e leite em pó. Alguns reféns voltavam a dormir enquanto outros podiam fazer exercícios – para isso dispunham de uma área do tamanho de um campo de futebol. 

O almoço era quase sempre espaguete ou arroz acompanhado de alguma carne. 

Boa parte dos dias os reféns passavam dentro de cabanas, lendo e recitando o Alcorão.  

Eles eram continuamente vigiados por 17 jihadistas que portavam armas e granadas. À noite, eram acorrentados. A cada duas semanas o acampamento mudava de local. Tentar fugir era inútil, já que provavelmente não sobreviveriam por muitos dias sob o clima impiedoso do deserto. 

Ao receber a notícia do sequestro, o pai de McGown, Malcom, acionou a polícia sul-africana Só que, para piorar, dias depois o Mali passou por um golpe de estado e as buscas tiveram que ser suspensas. 

Poucos meses depois, McGown resolveu se converter ao Islã. Era uma tentativa de criar mais empatia junto aos sequestradores e conseguir tolerar melhor a vida no cativeiro. Funcionou. 

"Eu era cristão e muitas das histórias do islã são as mesmas. A religião me deu estabilidade no deserto", disse ele.

Enquanto isso, sua esposa, Catherine, voltou para Joanesburgo e tentava levar a vida adiante. O pai de McGown continuava tentando negociar com os sequestradores, sem sucesso.

Em junho de 2015, uma esperança: a Al-Qaeda divulgou um vídeo em que McGown aparecia vivo. Os sequestradores estavam dispostos a conversar.

Foi um longo vai e vem de informações até que, em junho de 2017, McGown encarou uma viagem de dois dias pelo Saara rumo à sua libertação. O carro parou em uma estrada nas proximidades da cidade de Gao e o motorista disse apenas “Você está livre”. 

Em 29 de julho de 2017, depois de uma série de exames, ele finalmente pôde voltar a Joanesburgo. "Vi meu pai de dentro do carro e meus olhos se encheram de lágrimas, não podia acreditar." 

Quando finalmente pôde abraçar seu pai, descobriu que sua mãe havia morrido poucos meses antes. 

O reencontro com Catherine também foi emocionante. "Ele estava muito diferente, mas tinha o mesmo sorriso largo", diz ela.

Stephen McGown

Stephen McGown

O motivo da libertação de McGown não é claro. Fontes dizem que o governo sul-africano teve que pagar quase 5 milhões de dólares aos sequestradores – o que eles negam. 

O maior desafio de McGown agora é voltar à vida normal. Ele está com dificuldades de falar inglês, de se socializar e de cobrir quase seis anos de ausência. 

 


Fonte: G1

Imagens: BBC/Arquivo pessoal

" ["safe_summary"]=> string(0) "" } } } ["field_imagen"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(16) { ["fid"]=> string(6) "183196" ["uid"]=> string(5) "80984" ["filename"]=> string(17) "thumb_mcgown_.jpg" ["uri"]=> string(26) "public://thumb_mcgown_.jpg" ["filemime"]=> string(10) "image/jpeg" ["filesize"]=> string(5) "67995" ["status"]=> string(1) "1" ["timestamp"]=> string(10) "1510604306" ["type"]=> string(5) "image" ["uuid"]=> string(36) "56b5b29e-6e8e-42dc-9934-878efbf1f609" ["rdf_mapping"]=> array(0) { } ["image_dimensions"]=> array(2) { ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } ["alt"]=> NULL ["title"]=> NULL ["width"]=> string(3) "620" ["height"]=> string(3) "320" } } } ["field_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(3) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#319 (11) { ["tid"]=> string(4) "3106" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(10) "TERRORISMO" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "af5afded-2c3a-4f0c-8f87-4641e380e50a" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [1]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#321 (11) { ["tid"]=> string(5) "87461" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(18) "NCIS: NOVA ORLEANS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "ee64f158-7713-4352-852d-b16cbd687211" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } [2]=> array(2) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#320 (11) { ["tid"]=> string(5) "85666" ["vid"]=> string(1) "3" ["name"]=> string(8) "A&EXTRAS" ["description"]=> NULL ["format"]=> NULL ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "d7c60bc3-08b0-4f9c-8f91-c8148867756c" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(4) "tags" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_highlight_noticias"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(4) "none" } } } ["field_region"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(3) "894" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#317 (12) { ["tid"]=> string(3) "894" ["vid"]=> string(1) "5" ["name"]=> string(16) "Canalaetv Brasil" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "0" ["uuid"]=> string(36) "a4dc2085-2683-456b-b6ea-f577cacf1290" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(6) "region" ["field_channelid"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(6) "brasil" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(6) "brasil" } } } ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } } } } } ["field_prioridad"]=> array(0) { } ["field_caption"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(3) { ["value"]=> string(8) "A&Extras" ["format"]=> NULL ["safe_value"]=> string(12) "A&Extras" } } } ["field_fbia_enabled"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(1) { ["value"]=> string(1) "1" } } } ["field_super_tags"]=> array(1) { ["und"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } } ["field_fbia_style"]=> array(0) { } ["field_fbia_remove_header_img"]=> array(0) { } ["field_microsite_related"]=> array(0) { } ["field_highlight"]=> array(0) { } ["rdf_mapping"]=> array(9) { ["rdftype"]=> array(2) { [0]=> string(9) "sioc:Item" [1]=> string(13) "foaf:Document" } ["title"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(8) "dc:title" } } ["created"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["changed"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(11) "dc:modified" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } ["body"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "content:encoded" } } ["uid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(9) "foaf:name" } } ["comment_count"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:num_replies" } ["datatype"]=> string(11) "xsd:integer" } ["last_activity"]=> array(3) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(23) "sioc:last_activity_date" } ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" ["callback"]=> string(12) "date_iso8601" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } ["fb_instant_articles_display_wrapper"]=> object(Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay)#287 (3) { ["node":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> *RECURSION* ["layoutSettings":"Drupal\fb_instant_articles_display\DrupalInstantArticleDisplay":private]=> object(stdClass)#293 (7) { ["id"]=> string(32) "node|noticias|fb_instant_article" ["entity_type"]=> string(4) "node" ["bundle"]=> string(8) "noticias" ["settings"]=> array(2) { ["regions"]=> array(3) { ["header"]=> array(2) { [0]=> string(5) "title" [1]=> string(12) "field_imagen" } ["body"]=> array(1) { [2]=> string(4) "body" } ["footer"]=> array(1) { [3]=> string(9) "sharethis" } } ["fields"]=> array(4) { ["title"]=> string(6) "header" ["field_imagen"]=> string(6) "header" ["body"]=> string(4) "body" ["sharethis"]=> string(6) "footer" } } ["table"]=> string(43) "fb_instant_articles_display_layout_settings" ["type"]=> string(6) "Normal" ["export_type"]=> int(1) } ["instantArticle"]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle)#294 (10) { ["metaProperties":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(4) { ["op:generator"]=> string(33) "facebook-instant-articles-sdk-php" ["op:generator:version"]=> string(5) "1.3.0" ["op:generator:application"]=> string(26) "drupal/fb_instant_articles" ["op:generator:application:version"]=> string(11) "7.x-1.0-rc1" } ["canonicalURL":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(95) "https://canalaetv.com.br/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" ["markupVersion":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(4) "v1.0" ["isAutomaticAdPlaced":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> bool(true) ["charset":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(5) "utf-8" ["style":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> string(7) "default" ["header":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Header)#234 (10) { ["cover":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["title":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\H1)#289 (4) { ["textAlignment":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["position":"Facebook\InstantArticles\Elements\H1":private]=> NULL ["textChildren":"Facebook\InstantArticles\Elements\TextContainer":private]=> array(1) { [0]=> string(63) "Homem conta sua rotina como refém da Al Qaeda por quase 6 anos" } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["subtitle":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["authors":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(1) { [0]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Author)#299 (5) { ["url":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["name":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> string(12) "Julio Gurgel" ["description":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["roleContribution":"Facebook\InstantArticles\Elements\Author":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["published":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#233 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#295 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:22:46.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(12) "op-published" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["modified":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> object(Facebook\InstantArticles\Elements\Time)#296 (3) { ["date":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> object(DateTime)#297 (3) { ["date"]=> string(26) "2017-11-13 20:42:21.000000" ["timezone_type"]=> int(1) ["timezone"]=> string(6) "+00:00" } ["type":"Facebook\InstantArticles\Elements\Time":private]=> string(11) "op-modified" ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["kicker":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["ads":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> array(0) { } ["sponsor":"Facebook\InstantArticles\Elements\Header":private]=> NULL ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } ["footer":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> NULL ["children":"Facebook\InstantArticles\Elements\InstantArticle":private]=> array(0) { } ["empty_validation":"Facebook\InstantArticles\Elements\Element":private]=> bool(true) } } ["print_display"]=> int(1) ["print_display_comment"]=> int(0) ["print_display_urllist"]=> int(1) ["name"]=> string(12) "Julio Gurgel" ["picture"]=> string(1) "0" ["data"]=> string(24) "a:1:{s:7:"contact";i:1;}" ["entity_view_prepared"]=> bool(true) } ["#items"]=> array(1) { [0]=> array(2) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["taxonomy_term"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } } } ["#formatter"]=> string(33) "i18n_taxonomy_term_reference_link" [0]=> array(4) { ["#type"]=> string(4) "link" ["#title"]=> string(5) "CRIME" ["#href"]=> string(20) "taxonomy/term/881789" ["#options"]=> array(3) { ["entity_type"]=> string(13) "taxonomy_term" ["entity"]=> object(stdClass)#318 (12) { ["tid"]=> string(6) "881789" ["vid"]=> string(2) "10" ["name"]=> string(5) "CRIME" ["description"]=> string(0) "" ["format"]=> string(13) "filtered_html" ["weight"]=> string(1) "4" ["uuid"]=> string(36) "0687a9fa-bba8-487b-8cc5-663ab9e14a84" ["language"]=> string(3) "und" ["i18n_tsid"]=> string(1) "0" ["vocabulary_machine_name"]=> string(9) "super_tag" ["rdf_mapping"]=> array(5) { ["rdftype"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["name"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } ["description"]=> array(1) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(15) "skos:definition" } } ["vid"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(13) "skos:inScheme" } ["type"]=> string(3) "rel" } ["parent"]=> array(2) { ["predicates"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:broader" } ["type"]=> string(3) "rel" } } ["path"]=> array(1) { ["pathauto"]=> string(1) "1" } } ["attributes"]=> array(2) { ["typeof"]=> array(1) { [0]=> string(12) "skos:Concept" } ["property"]=> array(2) { [0]=> string(10) "rdfs:label" [1]=> string(14) "skos:prefLabel" } } } } } } ["display_submitted"]=> bool(false) ["submitted"]=> string(0) "" ["user_picture"]=> string(0) "" ["theme_path"]=> string(53) "https://canalaetv.com.br/sites/all/themes/new_canalae" ["is_mobile"]=> bool(false) ["is_tablet"]=> bool(false) ["is_handheld"]=> bool(false) ["rdf_template_variable_attributes_array"]=> array(2) { ["date"]=> array(3) { ["property"]=> array(2) { [0]=> string(7) "dc:date" [1]=> string(10) "dc:created" } ["content"]=> string(25) "2017-11-13T18:22:46-02:00" ["datatype"]=> string(12) "xsd:dateTime" } ["name"]=> array(1) { ["rel"]=> array(1) { [0]=> string(16) "sioc:has_creator" } } } ["config_language"]=> string(5) "pt-br" ["config_region"]=> string(2) "gb" ["classes"]=> string(32) "node node-noticias node-promoted" ["attributes"]=> string(113) " about="/noticia/homem-conta-sua-rotina-como-refem-da-al-qaeda-por-quase-6-anos" typeof="sioc:Item foaf:Document"" ["title_attributes"]=> string(0) "" ["content_attributes"]=> string(0) "" }