Todos os horários
A&EXTRAS

O governo o proibiu de construir em seu próprio terreno, então ele resolveu fundar um país

Steve Ogier, dono de um pequeno terreno baldio em Guernsey, uma região localizada no Canal da Mancha, em território pertencente à Coroa Britânica, encontra-se em tratativas com a ONU para reconhecer seu terreno como país independente e proclamar-se soberano absoluto do local. 

Tudo começou em 2017, quando o homem, de 46 anos, pediu às autoridades locais permissão legal para construir em seu lote, adquirido em 2011 e utilizado até o momento como depósito a céu aberto. 

Quando sua petição foi negada, sob a alegação de que o terreno está localizado em área protegida, Ogier se autoproclamou monarca de Everland, um estado independente fundado no terreno de 45X15 metros. O juiz encarregado do caso determinou que não pode existir um Estado sem população. Longe de se dar por vencido, o homem tentou dar o status de micronação a Everland e alegou que o local é habitado por milhares de insetos e lombrigas, além de sua filha de 8 anos, “a princesa Evelyn Ogier” e cinco cidadãos que, apesar de não morarem ali, possuem passaporte e direito a voto. 

Após uma nova negativa a seu pedido estapafúrdio, Ogier apelou às Nações Unidas e espera atualmente o veredito da entidade internacional. 


Três irmãs que escaparam de um culto polígamo contam sua experiências. FILHAS DA POLIGAMIA - Quinta, 16h!


Fonte: RT | Imagem: Facebook/Steve Ogier/Reprodução