Todos os horários
A&EXTRAS

Renasce um método controverso para identificar criminosos

Cesare Lombroso foi um médico criminologista, fundador da Escola Italiana de Criminologia Positivista, famosa por defender a controversa ideia de que os criminosos são seres anormais. Segundo ele, eles possuem uma patologia identificável a partir de padrões corporais, especialmente do rosto. Sua teoria foi muito popular no final do século XIX e início do XX, e serviu de influência a personagens obscuros, como Hitler e Mussolini. 

Felizmente, suas ideias foram perdendo força a partir de meados do século passado até quase desaparecer nas brumas da história. Agora, no entanto, as novas tecnologias de reconhecimento facial e sua implementação em diferentes sistemas de vigilância ameaçam reviver seu legado.

Um novo estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, propõe que é possível determinar, mediante um sistema de reconhecimento corporal aplicado a fotografias digitais de um aplicativo de namoro, quem é homossexual. O responsável pela pesquisa afirma que seu algoritmo de reconhecimento pôde distinguir corretamente homens gays e heterossexuais em 81% das vezes, e em 71%, mulheres lésbicas e heterossexuais. 

 


 

Fonte: Huffington Post