Todos os horários
A&EXTRAS

Sabia dessa? Linda Hunt, de NCIS, ganhou o Oscar interpretando um homem no cinema

No comecinho dos anos 1980, o diretor Peter Weir resolveu ousar na produção do drama político “O Ano em que Vivemos em Perigo” e contratou a atriz Linda Hunt para interpretar um homem sino-australiano.

A ousadia rendeu frutos: Linda se tornou a primeira mulher da história a receber um Oscar por sua atuação em um papel masculino cisgênero, em 1984. 

O filme, que tem Mel Gibson e Sigourney Weaver, mostra o drama da migração indonésia durante a tentativa de golpe de estado ocorrida em 1965.  

Antes de Linda, o diretor chegou a contratar o ator David Atkins, mas rolou uma dificuldade de contracenar com Gibson durante os ensaios. Com o tempo correndo contra, ele recebeu a indicação de um certo L. Hunt – sem saber que se tratava de uma mulher. 

Surpreso com a descoberta, Weir resolveu comprar a ideia. E deu muito certo!  

Na época, Linda tinha pouquíssima experiência com cinema e não estava certa de que conseguiria dar conta do papel de um fotógrafo que facilitaria o romance entre um jornalista australiano (Gibson) e uma diplomata britânica (Weaver). Ela até tentou pedir para reescrever o personagem, mas o diretor preferiu desafiá-la a incorporar o sexo oposto. 

Quando o filme foi ao ar, em 1983, a atuação de Linda virou sucesso de crítica e lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Agora imagine a surpresa da atriz ao ouvir seu nome ser chamado durante a cerimônia, batendo nomes como Glenn Close e Cher!

Com seus 1,45 de altura, Linda sempre foi desencorajada a ser atriz. Seu pai queria que ela fosse professora. “Quando ele viu que ganhei um Oscar, ficou mais tranquilo”, conta. 

Desde 2009, Linda está no elenco de NCIS: Los Angeles, mas precisou dar um tempo no programa para se recuperar de um acidente de carro. 


Nesta quarta, a partir das 20h10, tem dobradinha de NCIS: LOS ANGELES e NCIS: NOVA ORLEANS. Não perca!


Fonte: NY Times | Imagem: Kathy Hutchins / Shutterstock.com