Todos os horários
A&EXTRAS

Segurança consegue deter atirador em massa, mas é assassinado por policial em seguida

 

O segurança Jemel Roberson, de 26 anos, acabou sendo morto por um policial logo após conseguir imobilizar um atirador em um bar na cidade de Chicago, nos EUA. 

Testemunhas afirmam que Roberson conseguiu parar o atirador e, com uma manobra, manteve o homem no chão, com um revólver apontado para suas costas. Ele tinha porte legal de arma.

O policial ao chegar e ver o segurança armado, atirou sem pensar. Muitos frequentadores do bar tentaram alertá-lo, mas não deu tempo. Roberson morreu a caminho do hospital. 

O responsável pelo disparo não teve a identidade revelada. 

Roberson tinha acabado de ser pai e trabalhava para comprar um novo apartamento para a família. Ele foi o único morto na ocasião. Quatro pessoas ficaram feridas. O atirador foi preso. 

O caso causou indignação em todo o mundo. A família de Roberson diz que ele foi morto  "exclusivamente por ele ser negro". O jovem entrou para uma triste estatística: está entre os 840 mortos pela polícia dos EUA em 2018 – grande parte deles, negros. 


Os crimes passionais que chocaram o Brasil: ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE. Nova temporada. Segunda, 20h


Fonte: Extra | Imagem: WGN-TV/Reprodução