Todos os horários
A&EXTRAS

Surge uma nova hipótese para o desaparecimento de Madeleine McCann

Durante vários anos, David Edgar foi um dos detetives mais experientes da Scotland Yard, a polícia do Reino Unido. E teve sob sua chefia uma das investigações de desaparecimento com maior repercussão dos últimos dez anos: o caso de Madeleine McCann.

O renomado investigador acredita que ela ainda está viva e que permanece em Portugal. Para Edgar, “é um caso desconcertante, mas solucionável”. Ele inclusive acredita quem tem nas mãos as habilidades para determinar o que aconteceu com a menor somente conseguirá informações-chaves quando as testemunhas quebrarem seu silêncio, em seus leitos de morte. “Há pessoas que sabem o que aconteceu. A maior esperança para um avanço significativo, inclusive depois de todo esse tempo, será a consciência de alguém”, ressaltou.

Madeleine, que hoje teria 15 anos, foi sequestrada em maio de 2007, enquanto dormia em um hotel na Praia de Luz, ao sul de Portugal. Seus pais, Kate e Guerry, haviam saído para jantar com amigos aquela noite e deixaram Maddie e seus irmãos dormindo sozinhos no quarto. Ao regressar, a menina já não estava no local e eles nunca a encontraram.  

 


Fonte: Infobae