Todos os horários
A&EXTRAS

Um novo RoboCop vem aí – mas provavelmente sem o ator original

RoboCop, um clássico absoluto dos anos 80, deve ganhar uma sequência bem mais robusta que o RoboCop 2, de 1990, o 3, de 1992 e até mesmo aquela dirigida pelo brasileiro José Padilha em 2014. 

A nova versão, RoboCop Returns, deve ser dirigida por Neill Blomkamp, responsável por grandes hits da ficção científica, como Distrito 9 e Elysium.

Neill, no entanto, estava categórico em um quesito: ele queria o ator original da franquia, Peter Weller, no papel principal.

Peter oscilou, oscilou e, por fim, resolveu negar a participação. 

Há motivos para isso: primeiro, o ator está hoje com 71 anos. Se na época do filme original, no final dos 80, já foi fisicamente complicado atuar com uma pesada armadura sobre o corpo, imagine agora. 

O segundo motivo seria o fracasso de bilheteria de RoboCop 2, do qual ele participou, e das sequências seguintes – nenhuma tão aclamada pela crítica como o original.

O filme conta a história de uma espécie de Frankstein policial: um homem, praticamente morto, renasce como uma criatura altamente tecnológica e pronta para matar. 

RoboCop Returns será baseado num roteiro descartado de Robocop 2. 

Enquanto isso, a onda em torno do policial-robô segue crescendo. Recentemente saiu um documentário - RoboDoc - A criação do Robocop -  falando do que havia por trás da produção do filme original, inclusive sobre a obsessão do diretor do original, Paul Verhoeven, por sangue, muito sangue. 

Confira o trailer abaixo (dá para colocar legendas em inglês):



Morto no cumprimento do dever, o policial Alex J. Murphy é transformado em uma máquina letal, meio robô, meio homem. ROBOCOP – sexta, dia 7/12, às 22h30!


Fonte: Screenrant